Minicraft
Product ID: 2575
New In stock
Lockheed L-188 Electra - 1/144 - Minicraft 14723
Destaque

Lockheed L-188 Electra - 1/144 - Minicraft 14723

Marca: Minicraft Referência: 14723


De R$ 264,50
Por:
R$ 237,90
Economize  R$ 26,60

R$ 226,01 à vista com desconto
ou 9x de R$ 26,43 Sem juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Kit para montar fabricado na China pela Minicraft na escala 1/144. Não contém o material para montagem (cola, massa putty e tinta). Imagens e fotos meramente ilustrativas. Aparência e características do produto dependem de como ele é montado.

O Lockheed L-188 Electra voou pela primeira vez em 6 de dezembro de 1957. Foi o primeiro grande avião turboélice para uso em linhas aéreas fabricado nos Estados Unidos. A aeronave quadrimotora possuía incomparável capacidade de operar em pequenos aeródromos, em relação até aos atuais jatos comerciais, pois pousava e decolava tranquilamente em pistas curtas e elevadas. A Lockheed lançou o projeto Model 188 após um pedido de 35 unidades feito pela American Airlines em 8 de junho 1955 e outro de 40 modelos pela Eastern Airlines em 27 de setembro daquele ano. O protótipo demorou 26 meses para ser concluído, quando a Lockheed já possuía 129 encomendas. Foram fabricadas apenas 170 unidades até 1961, quando a produção foi encerrada. A maioria dos Electra foi substituída por jatos e transformada para transportar cargas. Outro motivo para o pequeno número de aviões produzidos foi uma série de acidentes ocorridos entre 1959 e 1960. Um erro de projeto fazia as asas se romperem em voo após as naceles dos motores transmitirem sua vibração na mesma frequência de ressonância das asas, aumentando a oscilação até o rompimento. Para isso não ocorrer, os Electra passaram a voar mais devagar e mais baixo, perdendo a concorrência para jatos como o Boeing 737 e o Douglas DC-9. Mesmo após reforçar as asas, a Lockheed não conseguiu vender mais unidades do seu quadrimotor turboélice. No Brasil, a REAL encomendou 5 Electra usados da American Airlines em 1961, que foram recebidos pela Varig a partir de 1962, após a aquisição da companhia paulista, em agosto de 1961. A Varig operou 15 unidades, que se tornaram sinônimo de Ponte Aérea até serem substituídas pelos Boeing 737-300 na rota entre os aeroportos de Congonhas e Santos Dumont, a mais importante da América Latina, em 1992. Os Electra chegaram a voar até para Nova York e Lisboa. Um modelo executivo, prefixo PT-DZK, também voou no Brasil, trazido por Francisco Pignatari, em 26 de novembro de 1971, e vendido quatro anos depois. Apenas um Electra se acidentou no Brasil, o PP-VJP, em Porto Alegre, no dia 5 de fevereiro de 1970, após um pouso duro durante um voo de treinamento. A versão militar do Electra, chamada P-3 Orion, ainda possui unidades em operação pelo mundo. A FAB (Força Aérea Brasileira) comprou 12 P-3A usados da US NAvy em 1999, sendo que 8 foram atualizados e colocados novamente em condição de voo, e os outros 4 foram canibalizados para servirem de peças de reposição. Foram fabricados 757 P-3 Orion entre 1962 e 1991. Um dos Electra da Varig, o PP-VJM, está exposto no MUSAL, no Rio de Janeiro.

Idade mínima: 14 anos
Comprimento: 22 cm
Envergadura: 21 cm
Nível: 2

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também

    Compre Junto

    Confira também