Lindberg
Product ID: 4995
Product SKU: 4995
New In stock />
Vietnan Era Fighters - F-4G & A4D - 1/72 - Lindberg HL433
Destaque

Vietnan Era Fighters - F-4G & A4D - 1/72 - Lindberg HL433

Estoque: 1 Marca: Lindberg Referência: HL433

Na compra desse produto ganhe 57 pontos Blimps Fidelidade

De R$ 339,90
Por:
R$ 289,90
Economize  R$ 50,00

R$ 275,41 à vista com desconto
ou 10x de R$ 28,99 Sem juros
/ 1
Simulador de Frete
- Calcular frete
Pedidos feitos até às 14h (horário de Brasília) de segunda à sexta são enviados no mesmo dia!

Kit para montar fabricado nos Estados Unidos pela Lindberg na escala 1/72. Não contém o material para montagem (cola, massa putty e tinta). Imagens e fotos meramente ilustrativas. Aparência e características do produto dependem de como ele é montado.

Detalhes do kit:
Kit detalhado. Possui
 peças opcionais de danos em batalha, figuras dos piloto, armamento completo e decalques. Montagem simples, perfeito para modelistas iniciantes e experientes.

O McDonnell Douglas F-4 Phantom II foi desenvolvido durante a segunda metade da década de 1950 e entrou em serviço na U.S. Navy (Marinha americana) no final da década de 1960. Desenvolvido para operar em porta-aviões, também foi utilizado pela USAF (United States Air Force) e pelo USMC (United States Marine Corps). Foi amplamente utilizado na Guerra do Vietnã e na Operação Tempestade no Deserto, na versão F-4G Wild Weasel. O F-4G manteve a capacidade de operar o míssil AIM-9 Sidewinder para auto-defesa e, no final dos anos 1980, foi atualizado para operar com novos sistemas. O F-4 Phantom II bateu cinco recordes de velocidade, que permaneceram até o F-15 surgir em 1975. Foram produzidas 5.195 unidades entre 1958 e 1981. Algumas unidades (1.057) foram exportadas para outros países. Ainda é operado no Irã, Japão, Coreia do Sul, Grécia  e TurquiaA-4 Skyhawk foi desenvolvido na década de 1950 pela Douglas como aeronave naval leve de assento único e grande capacidade de manobra. O projeto era muito eficaz e isso é provado por sua longa e eficaz carreira de serviço e sucesso comercial em todo o mundo, pois foi utilizado por diversas forças aéreas. A U.S. Navy utilizou o Skyhawk até 2003 em diversos teatros de operação. A versão A4D foi a inicial. Devido ao seu pequeno porte, podia operar nos porta-aviões da Segunda Guerra Mundial. O Skyhawk também foi utilizado pelos Blue Angels (Esquadrão de Demonstração Aérea da U.S. Navy) entre dezembro de 1974 e novembro de 1986, quando foi substituído pelo F-18. Atualmente, é comum ver estas aeronaves em museus norte-americanos e em shows aéreos nos Estados Unidos com matrículas civis. O Brasil adquiriu um lote de 23 Skyhawk, sendo 20 do modelo A-4KU (monopostos, designados pela Marinha como AF-1) e 3 TA-4KU (bipostos e designados pela Marinha como AF-1A) do Kuwait em 1998, que ainda são operadas pela Marinha. Doze aeronaves estão sendo modernizadas pela Embraer e devem voar até 2025. Estes aviões participaram da operação Tempestade no Deserto, durante a Guerra do Golfo, em fevereiro de 1991. Esta foi a última versão do Skyhawk, que teve 30 unidades fabricadas para o Kuwait. Foram fabricadas 2.960 aeronaves entre 1954 e 1979.

Número total de peças (dos 2 kits, aproximadamente): 60

Idade mínima: 10 anos
F-4G:
Número de peças: 30
Comprimento: 27,5 cm
Envergadura: 16 cm

A-4D:
Número de peças: 30
Comprimento: 17 cm
Envergadura: 11,5 cm
Nível: 2

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também